domingo, 27 de outubro de 2013

Temporada O Fruto


O Fruto
 

Introdução:  Gálatas 5 - durante a temporada O fruto, que destrinchará o fruto do Espírito e as obras da carne, as aulas deverão levar as crianças à compreensão do caráter cristão e assumir essa postura. Para isso todos os recursos visuais, didáticos e espirituais deverão ser empregados pela equipe de ensino que deverá se preparar com antecedência para cada aula, uma vez que nada feito de improviso e de última hora alcança os mesmos resultados do que é feito com planejamento e com tempo hábil para ser aperfeiçoado.

A equipe de trabalho deve trabalhar sempre com um mesmo espírito, uma mesma visão, pois como diz Jesus, nenhuma casa dividida em si mesma subsistirá. Toda a equipe deve ser ativa e participativa, auxiliar em cada etapa da aula que vai desde o planejamento até a execução. Ter iniciativas pontuais, percepção do que precisa ser feito e descruzar os braços. Muitos podem se sentir incapacitados para determinadas obras, mas essa é uma grande oportunidade de conhecer o poder do Espírito Santo que capacita e inspira todos que se propuserem a trabalhar para o Reino.
 

As reuniões de equipe são os momentos de fortalecimento e devem ser produtivas: ideias são dadas por todos que também têm a oportunidade de desabafarem e pedirem auxílio, inclusive espiritual. Esses momentos têm de oportunizar a comunhão maior da equipe para que haja motivação para enfrentar os desafios que aparecerão. Não esqueçam também de orar uns pelos outros!

A dedicação como equipe é um fator importantíssimo, pois se um membro faz algo relaxadamente toda a equipe torna-se culpada desse pecado e é prejudicada, provocando desânimo, frustração com o trabalho e falta de confiança entre os professores. Para que você não seja o responsável por esse mal estar, procure estudar mais, fazer cursos, conversar com pessoas mais experientes, pesquise o funcionamento das escolas normais e postura de professores de sucesso e crie em cima do que observou sempre observando os princípios cristãos. Não se acomode! Somos culpados do bem que não fazemos!

Conheça mais sobre educação infantil, crianças gostam de brincar, brinquedos, cores, comidas gostosas, novidades, desafios, aventuras... use e abuse de recursos como esses para levá-las à aprendizagem. Use recursos visuais, materiais concretos, roupas e acessórios chamativos e tudo mais que sua criatividade ousar. Uma boa estratégia é construir um banco de recursos, com roupas, objetos que você possa usar nas suas futuras aulas, olhe para as coisas que você encontra no dia a dia e use a imaginação!

Para essa temporada o cenário se construirá a partir dos 2 caminhos:

caminho 1: conduz ao Fruto do Espírito, com uma bela e frondosa árvore carregada de diferentes frutos com os nomes amor, alegria, paz, benignidade etc;

caminho2:  conduz à uma lápide sombria, onde está escrito: morte eterna. A medida que forem dadas as aulas sobre as obras da carne serão depositadas na lápide o nome da obra em forma de uma mancha de sujeira: pecado.


O lanche também estará relacionado ao tema e deverá ser em cada aula uma fruta diferente. Aproveitar a oportunidade para ensinar que devemos nos alimentar saudavelmente, pois muito da qualidade de vida depende da alimentação.

A premiação das crianças acontecerá por meio do "galardão" a cada atitude louvável que cada criança tomar ele ganha uma condecoração para colar na roupa. No final da temporada pode se fazer a troca dos galardões por um presente bem estimulante para as crianças.

Estimular as crianças a decorar versículos, nada melhor que saber a Palavra de Deus de cor. Para isso a cada aula sobre um pseudofruto, elas receberão uma figurinha com uma fruta e um versículo para memorizar. Recebem no Início também um álbum, para fazerem a coleção.

No fim, fazer um concurso de versículos decorados.

* Cada dia um membro da equipe ficará responsável por presidir a reunião de ministério, ao fim das aulas.

Agora, mãos no arado, servos de Deus!

Capa e contra capa do álbum de figurinhas "O Fruto





Figurinhas do Fruto:
 
 

 

 Figurinhas das obras da carne:
Caso alguém queira receber as figurinhas em alta definição peça pelo e mail: 8fabrib@bol.com.br







Aula 1: O Amor
10/11/2013
Cenário: 2 caminhos indicados por uma árvore, ainda, sem nenhum fruto e uma lápide.


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Músicas: Criança de Jesus, Mestre Mandou - Aline Barros e Cia 2.

Início: 9 e 30

Sequência  Didática:

1-Louvor;

2-Café da manhã com a fruta: laranja;

3- Abertura: explicação sobre a nova temporada e o cenário

3.1- apresenta o versículo base e incentiva a memorização dele;
 

4- Apresenta a 1ª fruta  uma laranja e cola na árvore. A laranja irá representar o amor. Expor sobre a existência do amor naqueles que se deixam frutificar pelo Espírito Santo;
 



 

5- Parábola do Bom Samaritano (Lucas 10:25 a 37)

Recurso visual: slides retirados de http://amoremfazerbem.blogspot.com.br/2013/05/a-parabola-do-bom-samaritano.html

6-Aplicação prática:

Teatro

Personagens: Pedro e Carlos e a consciência(Espírito Santo)

Pedro e Carlos estão brincando de bolinha de gude. Carlos ganha o jogo. Pedro fica enciumado e diz que Carlos está roubando. Carlos nega e joga na cara de Pedro que ele roubou uma bolinha do Juninho na escola. Pedro fica bravo e ameaça de bater em Carlos e eles discutem. Pedro da uns chutes em Carlos que também reage e eles ficam trocando ofensas do tipo:

Você vai na igreja mas não aprende nada, pois você está roubando;

Você que não aprende e fica trapaceando no jogo;

Eu sei de um monte de coisa errada que você faz;

Eu vou contar tudo pra tua mãe e se ela vier me falar as coisas eu chamo a polícia pra ela...

Nesse momento a voz da consciência chama Pedro e começa a admoestá-lo. Ele fica em silêncio e passa a conversar com a voz. Carlos fica impressionado e acho que Pedro está louco, então a voz da sua consciência também começa a falar com ele.

A voz da consciência de ambos se revela como o Espírito Santo que habita em seus corpos e ministra ao coração deles o arrependimento relembrando  a parábola do filho Pródigo e o versículo base de 1 João 4.7 , mostrando o erro de ambos que foi falta de AMOR. Eles sentem necessidade de orar pedindo perdão a Deus pelos pecados que cometeram: ACUSAÇÕES, AGRESSÕES VERBAIS E FÍSICAS, AMEAÇAS, FALTA DE PACIÊNCIA, DESCONFIANÇA, CIÚMES, FALTA DE DOMÍNIO PRÓPRIO, MALDADE, DISCUSSÃO, DESRESPEITO...

Após a oração o Espírito de Deus ministra a eles a necessidade do pedido de perdão e afirmação de um compromisso de amor entre eles para todo o sempre.

7- Fechamento da aula: apanhado de todas as lições aprendidas na aula e incentivo ao pedido de perdão de uma criança para com as outras assumindo um compromisso de amar ao próximo de forma diferente desse dia em diante.

8-Relembra-se o versículo base e verifica se alguém já o decorou;

9- Premia com o galardão todos aqueles que fizeram por merecer.
                                                                                                                                     galardão (4cmx6cm)


 


10- Entrega dos álbuns de figurinha e da 1ª figurinha da série:      Amor.

 

11- Despedida com oração e louvor.

















Observação professores: ênfase total nos textos bíblicos
Responsável pela reunião após a aula: Adriana
 
Aula 2: Alegria
(por Adriana Silva)
 
 1- Recepção / Bate-papo (Receba as crianças, cumprimente-as e converse um pouco com elas sobre a sua semana).
2- Louvor / Adoração
3- Lanche
4- Pedidos de Oração: Peça às crianças que orem pelas suas famílias, por saúde, emprego, pela alegria e a paz no lar. (e demais pedidos da célula).
5- Revisão da lição anterior: “O Fruto do Espírito - Amor” (Faça perguntas às crianças).
6- Objetivo: Levar a criança a entender que a alegria do Espírito Santo não depende das circunstâncias que vivemos ou das coisas que temos, ela é pra sempre e em todos os momentos.
7- Quebra-Gelo: Quando você pensa em algo alegre o que você lembra ou de quem você lembra?
8- Versículo para Memorizar:“Na presença de Deus existe abundância de Alegria..” Salmos 16:11
9- Referência Bíblica: Gálatas 5:22; Filipenses 4:10 a 20
10-Mensagem: O Apostolo Paulo visitava muitas igrejas e um dia ele estava longe da Igreja de Filipenses e lembrou-se dela e resolveu escrever uma carta para eles, pois gostava muito deste povo, porque sempre eram muito cuidadosos com ele. Paulo disse em sua carta: Estou com muitas saudades e lembro-me do tempo bom em que estávamos juntos e que vocês me abençoavam muito com tudo o que eu precisava. Não estou dizendo isso porque me sinto abandonado ou porque sinto falta de alguma coisa, pois aprendi a estar satisfeito com o que tenho. Sei o que é estar necessitado e sei também o que é ter mais do que é preciso. Aprendi o segredo de sentir alegria em todo lugar e em qualquer situação, quer esteja alimentado ou com fome, quer tenha muito ou tenha pouco. Com a força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação. Mesmo assim agradeço por vocês terem me ajudado nas minhas aflições. Vocês, Filipenses, sabem muito bem que, quando eu vim para Macedônia anunciar o evangelho, a igreja de vocês foi a única que me ajudou. Vocês foram os únicos que participaram dos meus lucros e dos meus prejuízos. Em Tessalônica, mais de uma vez precisei de auxílio, e vocês o enviaram. Não é que eu só pense em receber ajuda. Pelo contrário, quero ver vocês sempre sendo muito abençoados por Deus. Eu sou muito grato por tudo o que vocês me enviaram e que foi mais do que o necessário. E assim Paulo foi terminando sua carta, mostrando que podemos estar alegres mesmo que as coisas estejam difíceis, pois a alegria do Fruto do Espírito Santo que é dom de Deus não depende das circunstâncias que vivemos e sim de dependermos em tudo de Deus.
11- Aplicação: Paulo passou por muitos momentos difíceis quando pregava a palavra de Deus pois as pessoas perseguiam os discípulos de Jesus, eles dependiam da ajuda uns dos outros, mas Paulo sempre estava alegre na presença de Deus, porque sua alegria vinha do Espírito Santo e não de bens materiais. Nós que temos Jesus em nosso coração podemos também sentir alegria quando cantamos, quando faz sol e podemos brincar com os amigos, quando chove e temos que ficar em casa, quando falamos com Jesus em oração, quando vamos aos cultos. Se estamos alegres em qualquer situação isso mostra que temos o Fruto do Espírito Santo em nossas vidas.

 teatro: Joãozinho e o fruto do Espirito
Joãozinho e o Fruto do Espirito

(Vóz oculta)
Numa manhã de sabado Joãozinho foi para o jardim de sua casa, é bem esperto e gosta de fazer novos amiguinhos, porém mesmo tendo muitos amiguinhos ele sempre era tomado por uma grande tristeza, a tristeza dele era tão grande tão grande que ele ficava assim por horas.

Cena: entra Joãozinho
De repende surge diante dele um lindo e cheiroso frutinho que disse:

(Amor entra sem se identificar)
Olá garoto porque vc está tão triste assim?
Quem é vc?
Sou um frutinho muito especial e estou aqui para ajudar vc. Ah! quero te apresentar um amigo.

(Alegria) Eu sou alegria

Joãozinho- Alegria, até parece que vc existe

(Alegria) Existo sim olha eu aqui, vcs estão me vendo, e posso morar no seu coração.
É ruim hein! vc não me conhece, não conhece minha vida e nem minha família, ontem mesmo teve uma confusão daquela na minha casa, mamãe e papai não se entende nunca, vivem brigando..

(Alegria) Por isso mesmo vc precisa de mim, pois mesmo quando tudo estiver mau, Deus lhe dará alegria e a certeza de que tudo dará certo.
e venho acompanhada com mais frutos com a paz, paciencia, bondade dominio proprio, juntos podemos fazer um coraçao triste pular de alegria... aceite Jesus e vc vai ver como sua familia vai mudar. e quao alegres vcs vao ser. 9 perguntar se ainda tem alguma criança que nao tem essa alegria. e se deseja recebe-la...








Aula 3: A paz
 
 

Cenário: 1º= 2 caminhos indicados por uma árvore, ainda, sem nenhum fruto e uma lápide.

2º= consultório médico e sala de espera(mesa, cadeiras, revistas, telefone, papeis...)

Músicas: Criança de Jesus, Eu li na bíblia - Aline Barros e Cia 2.

Início: 9 e 30

Sequência  Didática:

1-Louvor;

2- Oração e Café da manhã com a fruta: caju;

2.1- chamada, recebimento dos visitantes e lembrança dos que faltaram para as crianças os procurarem  durante a semana.

3 - Apresenta a 3ª fruta  um caju e cola na árvore. Ele irá representar a paz. Expor sobre como a paz passa a fazer parte da vida daqueles que se deixam frutificar pelo Espírito Santo;
 

4- apresenta o versículo base e incentiva a memorização dele;

Afaste-se do mal e faça o bem; busque a paz com perseverança ... (1 Pedro 3:11)

5- contação de história: Jesus acalma a tempestade Marcos 4: 35 a 41
 

ressaltar a paz que Jesus tinha mesmo em meio à tempestade da vida.

6-Aplicação prática:

Teatro

Personagens: médico, paciente e acompanhante(filho do paciente) (nome dos personagens deve ser o mesmo nome das crianças que estiverem na aula)

O paciente entra com um grande envelope nas mãos, contendo muitos exames. o Filho aguarda na sala de fora.

Durante a consulta o médico vendo os exames descobre que o paciente está muito doente, vai ter de fazer uma cirurgia muito arriscada e que provavelmente não terá muito tempo de vida.

O médico fica muito apreensivo ao dar esse triste notícia ao paciente que ao recebê-la fica triste, mas não perde sua paz. o médico fica surpreendido pela paz demonstrada pelo paciente e depois que ele vai embora fica pensando(em voz alta) no porquê daquele comportamento tão diferente.

O paciente senta com o filho para lhe dar a notícia com toda calma. O filho entra em desespero, mas o doente lhe diz palavras para acalmá-lo e faz uma oração pedindo que Deus sossegue o coração do filho.
 

De repente o médico  liga para o doente, pois está intrigado e quer saber de onde vem tanta paz. O doente fala que desde que o Espírito Santo veio habitar em seu coração ele foi aprendendo a ter paz. Fala que o médico também pode ter o fruto do Espírito Santo em sua vida se confessar seus pecados e receber Jesus Cristo como seu único salvador. O médico impressionado com o testemunho do doente se converte.

7- Fechamento da aula: apanhado de todas as lições aprendidas na aula. Perguntar às crianças em quais situações eles têm mais dificuldades de ficar em paz. Fazer pequenas esquetes com as situações compartilhadas pelas crianças mostrando como se faz para ter paz nessas situações. Orar clamando a Deus para nos ajudar a ter paz nos momentos de tempestade.

8-Relembra-se o versículo base e verifica se alguém já o decorou;
 

9- Premia com o galardão todas as boas obras realizadas pelas crianças durante a aula. Premia aquelas que receberam boas referências dos professores da escola em que estudam.

10- Entrega da 3ª figurinha da série: paz.

11- Despedida com oração e louvor.

Observação professores: ênfase total nos textos bíblicos                          

* reunião ministerial após  aula: Ana   (leve um texto bíblico)

Aula 4
O Fruto do Espírito - Paciência (planejada por Adriana Silva)


 1- Recepção / Bate-papo (Receba as crianças, cumprimente-as e converse um pouco com elas sobre a sua semana).
2- Louvor / Adoração
3- cafe
4-: Ore com as crianças para que elas esperem com paciência no Senhor a resposta de oração por uma cura, salvação da família, milagre financeiro, etc.
5- Revisão da lição anterior: Fruto do Espirito – paz (faça perguntas às cr...inças).
6- Objetivo: Levar a criança a entender que quando confiamos no Senhor Jesus devemos esperar pacientemente pela sua resposta aos nossos pedidos, que a paciência é uma virtude que o Espírito Santo nos dá.
7- Quebra-Gelo: Conte algo que você realmente esperou com paciência no Senhor Jesus.
9- Referência Bíblica: Gálatas 5:22; Lucas 8:41 a 56 


 10-Mensagem: Todos nós temos uma necessidade, algo que estamos precisando que Deus faça para nós, mas, às vezes, a resposta de Deus demora e temos que ter paciência. Na Bíblia há muitos exemplos de pessoas que conseguiram ajuda de Deus porque foram pacientes, como por exemplo, a história de Jairo, ele era um líder muito importante na sinagoga, mas sua única filha estava morrendo, então ele ouviu falar que um homem chamado Jesus estava curando muitas pessoas, no mesmo momento ele saiu de sua casa a procura de Jesus e quando o encontrou jogou-se aos seus pés e pediu com muita insistência que Ele fosse até a sua casa para curar a sua filha que estava morrendo. Jesus concordou e o acompanhou. Mas a multidão se apertava ao redor de Jesus e de repente Ele parou e disse que alguém o havia tocado, acredito que Jairo neste momento não queria que Jesus parasse, sua filha estava morrendo em casa, mas ele esperou com paciência. Então Jesus chamou uma mulher que também estava muito doente e tinha tocado Nele

 pedindo ajuda, conversou um pouco com ela e a curou. Jairo estava esperando Jesus quando um dos seus empregados veio avisá-lo que sua filha tinha morrido, para que ele não incomodasse mais o Mestre. Mas Jesus ouvindo isso disse: “Não tenha medo, tenha fé, sua filha vai ficar boa”; e Jesus foi com Jairo até a sua casa e quando chegou lá ninguém acreditava que Jesus podia salvar a filha de Jairo, pois ela já estava morta. Jairo não reclamou, não murmurou ele esperou pacientemente por um milagre e Jesus ressuscitou a filha de Jairo. Aleluia. Paciência é parte do fruto do Espírito nas nossas vidas e significa: Longanimidade, firmeza de ânimo; coragem; longo ânimo. Por isso, quem não tem paciência, desiste no meio do caminho e sai perdendo, mas quem pacientemente espera no Senhor Jesus recebe a vitória.





 11- Aplicação: Quando estamos muito ansiosos para que aconteça algo que precisamos ou queremos muito é difícil ter paciência, e muitas vezes desistimos de esperar pelo Senhor e perdemos a nossa fé, ou queremos fazer nós mesmos do nosso jeito e pulamos na frente de Jesus e acabamos perdendo a nossa benção. Quando nos rendemos a Deus, o Espírito Santo nos torna capazes de aceitar os problemas ou sofrimentos até por um longo período de tempo

 

Aula 5: Benignidade

Cenário:  2 caminhos indicados por uma árvore com as frutas já estudadas e uma lápide.

Músicas: Trenzinho Chi Pon, Eu li na Bíblia- Aline Barros e Cia 2.

Início: 9 e 30

Sequência  Didática:

1-Louvor;

2- Oração e Café da manhã com a fruta: morango;

 

2.1- chamada, recebimento dos visitantes e lembrança dos que faltaram para as crianças os procurarem  durante a semana.

3 - Apresenta a 5ª fruta  um morango e cola na árvore. Ele irá representar a benignidade. Explicar que benignidade é a mesma coisa que ter carinho com as pessoas ser amável e que isso deve fazer parte do nosso caráter.

4- apresenta o versículo base e incentiva a memorização dele;

Não te desamparem a benignidade e a fidelidade; ata-as ao teu pescoço; escreve-as na tábua do teu coração.


5- Teatro 1= João 18: 1 a 12

Personagens: Jesus, Pedro, Malco, 2 soldados

No momento que Jesus vai ser preso pelos soldados romanos, Pedro corta a orelha de Malco, Jesus o repreende e cura a orelha de seu algoz. Ainda assim vai preso.

Malco conversa com as crianças falando da benignidade de Cristo.

6-Aplicação prática:

Teatro 2: Pedir para as crianças contar quantas vezes a benignidade esteve presente no teatro.

Personagens: Professora, 4 alunos

A professora recebe os alunos na sala para o começo da aula fazendo um cafuné na cabeça deles.  2 crianças a abraçam, 1 leva flor e diz que foi sua mãe que mandou em agradecimento pelo trabalho da professora, 1 leva maçã para presenteá-la.

A aula é sobre regras de etiqueta. Quando as crianças querem fazer perguntas elas levantam a mão. Pedem por favor, agradecem a resposta da professora.

 O aluno Carlos ficou conversando com um colega, a professora chama a tenção dele e ele pede desculpas, mas logo está conversando de novo, a professora o deixa de castigo no recreio, ele aceita o castigo, pois  reconhece que está errado.

Um dos alunos escreve uma cartinha para a professora... Ao ir embora a professora da um abraço nos alunos... e demais situações espontâneas

7- Pequenos grupos: por idade as crianças se reunirão nas tendas para orar. Situações:

a) pelas situações em que têm dificuldades de serem amáveis;

b)pelos pais das crianças e irmãos;

c) pelos professores;

d) pelos colegas de escola.

8-Relembra-se o versículo base e verifica se alguém já o decorou;

9- Premia com o galardão todas as boas obras realizadas pelas crianças durante a aula. Premia aquelas que receberam boas referências dos professores da escola em que estudam.

10- Entrega da 5ª figurinha da série. 

 

11- Despedida com oração e louvor.

Observação professores: ênfase total nos textos bíblicos                          

* reunião ministerial após  aula: Fabiana  
 




 Aula 6 
(Adriana Silva)
 
 
- Recepção / Bate-papo (Receba as crianças, cumprimente-as e converse um pouco com elas sobre a sua semana).

2- Louvor / Adoração

3- café

4- Revisão da lição anterior: “O Fruto do Espírito: Benignidade ou ser amável” (Faça perguntas às crianças).

6- Objetivo: As crianças devem entender que para sermos bondosos com as pessoas como a Bíblia ensina, devemos buscar o dom do Espírito Santo, abrir... mão da nossa própria vontade para cuidar de outras pessoas.

7- Quebra-Gelo: Você já deixou de fazer algo que você queria para cuidar de alguém? O que você fez?

8- Versículo para Memorizar: “Quem é bondoso e correto terá uma vida longa e será tratado com respeito e justiça”. Provérbios 21:21

9- Referência Bíblica: Gálatas 5:22; Rute 1

10-Mensagem: Quando penso em bondade lembro-me de uma jovem da Bíblia, seu nome era Rute, ela casou-se com um rapaz judeu que havia mudado para a sua cidade, a cidade de Moabe. Este rapaz era um dos filhos de Elimeleque e Noemi. Elimeleque havia morrido e Noemi ficou só com seus dois filhos e suas duas noras, passado quase dez anos que Elimeleque morreu, seus dois filhos morreram também e Noemi ficou sozinha com suas duas noras, Rute e Orfã. Então Noemi tomou uma decisão de voltar para Belém, sua cidade, onde moravam seus parentes e falou para suas duas noras voltarem para a casa dos seus pais e se casarem de novo, porque ela já estava velha e não tinha como cuidar delas. Noemi não queria que elas passassem nenhuma necessidade junto com ela. Suas duas noras começaram a chorar, porque não queriam deixar Noemi sozinha, pois a amavam muito. Mas ela insistiu que as duas voltassem para a casa de seus pais, e Orfã então obedeceu e se despediu de Noemi e voltou para a casa de seus pais, mas Rute disse assim para Noemi: Não me proíba de ir com a senhora, nem me peça para abandoná-la! Onde a senhora for eu irei; e onde morar, eu também morarei. O seu povo será o meu povo, e o seu Deus será o meu Deus.Como Noemi
sozinha, pois a amavam muito. Mas ela insistiu que as duas voltassem para a casa de seus pais, e Orfã então obedeceu e se despediu de Noemi e voltou para a casa de seus pais, mas Rute disse assim para Noemi: Não me proíba de ir com a senhora, nem me peça para abandoná-la! Onde a senhora for eu irei; e onde morar, eu também morarei. O seu povo será o meu povo, e o seu Deus será o meu Deus.Como Noemi viu que Rute estava mesmo resolvida a ir com ela, não disse mais nada. Rute fez isso porque amava muito Noemi e queria cuidar dela até o fim da vida dela, mesmo sabendo que podia passar fome e frio junto de Noemi, ela foi bondosa com sua sogra, não pensou nela mesma e sim em Noemi, por este motivo Deus abençoou Rute e ela casou-se com Boaz um homem bondoso e rico que cuidou dela e de Noemi. A palavra de Deus diz que a bondade é um dom do fruto do Espírito, pois temos que negar a nós mesmos para sermos bondosos com as pessoas, pois às vezes teremos que abrir mão do nosso conforto e dividir o que nós temos com os outros.

11- Aplicação: O Pecado faz com que as pessoas só pensem nelas mesmas e se esqueçam das necessidades dos outros, mas o Espírito Santo nos ensina a sermos bondosos uns com os outros, cuidando, amando, protegendo, dividindo o que temos, fazendo o bem a todas as pessoas, como o Senhor Jesus fez conosco, que não pensou em si mesmo, mas nos amou até a morte.

12- Leve as crianças a orarem pedindo a Deus que elas sejam mais amáveis, mais tolerantes com os erros dos outros, como Jesus é conosco



Aula 7: Fidelidade


Cenário:  2 caminhos indicados por uma árvore com as frutas já estudadas e uma lápide.

Músicas: Criança de Jesus, Eu li na Bíblia- Aline Barros e Cia 2.

Início: 9 e 30

Sequência  Didática:

1-Louvor;

2- Oração e Café da manhã com a fruta: uva;

2.1- chamada, recebimento dos visitantes e lembrança dos que faltaram para as crianças os procurarem  durante a semana.

3 - Apresenta a 7ª fruta  uma uva e cola na árvore. Ela irá representar a benignidade. Introdução a o que é ser fiel

4- apresenta o versículo base e incentiva a memorização dele;

5- História: Davi e Mefibosete (1 Sm 20.42;  2 Sm 1.1-12; 4.4;9.1-13)

6-Aplicação prática: Nas tendas de Oração -Pequeno grupo -

Conversar sobre a fidelidade  enquanto as crianças Fazem a atividade. Orar no final pedindo ajuda de Deus para conseguirmos ser fiéis.

7- Entrega dos presentes de natal: uma bíblia:

Teatro:

Fabiana resolve  dar um presente de natal para suas filhas na fé: Adriana e Laís. Elas ficam ansiosas para abrir o presente e quando abrem vêm a Bíblia. Laís fica super feliz porque de agora em diante ela saberá tudo sobre Deus seu Pai.  Adriana fica decepcionada , pois esperava um brinquedo.

Fabiana da algumas instruções de como cuidar desse livro sagrado e valorizá-lo. Laís presta atenção e Adriana fica distraída , porque para ela um livro não tem valor nenhum.

2 cenas acontecendo lado a lado:

Quando a Fabiana vai embora, Laís vai ler a bíblia e lê " Não é certo que se perdem os que só pensam no mal? Mas os que planejam o bem encontram amor e fidelidade ... (Provérbios 14:22)." Então ela se sente cheia de paz, amor e por fidelidade quando foi dormir ela guarda a bíblia com todo carinho e cuidado, pois está sendo fiel as instruções que a Fabiana lhe deu e acima de tudo está sendo fiel a Deus(dizer tudo isso em voz alta, bem alta! Rs). Dorme.

Adriana deixa a bíblia de qualquer jeito, fazendo orelhas, amassando e não a lê. Dorme, acorda com um grande vazio dentro de si e fica murmurando, não se sente em paz, nem cheia de amor e esqueceu o que é ser fiel...

Laís acorda, faz uma oração e está muito feliz.

Adriana vendo isso pergunta para a Laís seu segredo e conta que não se sente preenchida.Laís disse que desde que começou ser fiel a Deus, lendo a bíblia, orando, amando ao próximo etc, passou a viver feliz e em paz.

Adriana diz: _ Mas terei de ler??? É tão grande!!! E minha bíblia já está toda rasgada e suja!

Laís diz que ela pode comprar uma outra, já que não deu valor no grande presente.

Adriana pensa alto reconhecendo que foi muito boba de não dar valor na Palavra de Deus, agora ela vai ter de trabalhar 15 dias vendendo picolé para juntar o dinheiro. Mas ela faz uma oração pedindo perdão a Deus por não valorizar a Bíblia.

Fim!

8-Relembra-se o versículo base e verifica se alguém já o decorou;

9- Premia com o galardão todas as boas obras realizadas pelas crianças durante a aula. Premia aquelas que receberam boas referências dos professores da escola em que estudam.

10- Entrega da 7ª figurinha da série.

11- Despedida com oração e louvor.

Observação professores: ênfase total nos textos bíblicos        
                  

* reunião ministerial após  aula: Laís  

Mansidão

 o inicio vai ser o mesmo. estou postando somente a mensagem...



Mensagem: Abrão saiu do Egito com a sua mulher e com tudo o que tinha e foi para o sul de Canaã. E Ló, o seu sobrinho, foi com ele. Abrão era muito rico; tinha gado, prata e ouro. Ele foi de um lugar para outro até c...hegar à cidade de Betel; e dali foi para o lugar que fica entre Betel e Ai, onde já havia acampado antes. Abrão chegou ao altar que ele havia construído e adorou a Deus, o SENHOR. Ló, que ia com Abrão, também levava ovelhas, cabras, gado, empregados e a sua família. Não havia pastos que dessem para os dois ficarem juntos, pois eles tinham muitos animais. Por isso os homens que cuidavam dos animais de Abrão brigavam com os que tomavam conta dos animais de Ló. Um dia Abrão disse a Ló: — Nós somos parentes chegados, e não é bom que a gente fique brigando, nem que os meus empregados briguem com os seus. Vamos nos separar. Escolha! A terra está aí, toda ela. Se você for para a esquerda, eu irei para a direita; se você for para a direita, eu irei para a esquerda. Ló olhou em volta e viu que o vale do Jordão, até chegar à cidade de Zoar, tinha bastante água. Era como o Jardim do SENHOR ou como a terra do Egito. O vale era assim antes de o SENHOR haver destruído as cidades de Sodoma e de Gomorra. Ló escolheu todo o vale do Jordão e foi na direção leste. E assim os dois se separaram. Abrão ficou na terra de Canaã, e Ló foi morar nas cidades do vale. Ló foi acampando até chegar a Sodoma, onde vivia uma gente má, que cometia pecados horríveis contra o SENHOR. Depois que Ló foi embora, o SENHOR Deus disse a Abrão: — De onde você está, olhe bem para o norte e para o sul, para o leste e para o oeste. Eu vou dar a você e aos seus descendentes, para sempre, toda a terra que você está vendo. Farei com que os seus descendentes sejam tantos como o pó da terra. Assim como ninguém pode contar os grãozinhos de pó, assim também não será possível contar os seus descendentes.
Agora vá e ande por esta terra, de norte a sul e de leste a oeste, pois eu a darei a você. Assim, Abrão desarmou o seu acampamento e foi morar perto das árvores sagradas de Manre, na cidade de Hebrom. E ali Abrão construiu um altar para Deus, o SENHOR.
- Aplicação: No Antigo Testamento Abraão é um retrato de mansidão. Quando seus pastores e os de seu sobrinho Ló, desentenderam-se na disputa pelas melhores pastagens para os rebanhos, ele sugere, para não haver brigas, separar-se de Ló e dá a oportunidade para o seu sobrinho de escolher um novo lugar para morar. Abraão não murmurou, não reclamou de seu sobrinho, simplesmente foi habitar na terra de Canaã. Isso é mansidão. Abraão, sem saber, foi para a terra que Deus lhe daria por herança, "terra que mana leite e mel”.
Como podemos ser mansos? Não reclamar do que não temos, mas confiar em Deus que cuida de nós. Não xingar os outros que nos tratam mal, mas orar para que Jesus mude a vida deles. Não ficar nervoso quando acontece algo ruim, mas orar para que Deus nos ajude a resolver os problemas. A mansidão traz bênçãos de Deus para as nossas vidas. Somos felizes quando praticamos a mansidão.
uma pequena brincadeira
pegar uma bexiga. Peça que cada criança conte algo que a irrita. Cada vez que algo for mencionado, encha um pouco a bexiga, continue até a bexiga estar bem cheia, correndo o risco de estourar.
Explique que a bexiga está para "explodir" da mesma forma que algumas pessoas explodem ao sentir muita raiva.
Deixe as crianças citarem o que acontece quando as pessoas explodem de raiva.
Agora, pergunte às crianças como uma pessoa pode agir com mansidão em vez de explodir. Dê alguns exemplos: Espere antes de agir ou falar, ore para Deus ajudar vc a controlar a raiva, sair de perto da pessoa que está causando a irritação, etc. Conforme as crianças dizem algumas maneiras de controlar a raiva, vá deixando o ar da bexiga escapar



 



Aula 9: Domínio Próprio
 

Cenário:  2 caminhos indicados por uma árvore com as frutas já estudadas e uma lápide.

Músicas: Criança de Jesus, Eu li na Bíblia- Aline Barros e Cia 2.

Início: 9 e 30

Sequência  Didática:

1-Louvor;

2- Oração e Café da manhã com a fruta: melancia;   






2.1- chamada, recebimento dos visitantes e lembrança dos que faltaram para as crianças os procurarem  durante a semana.

3 - Apresenta a 9ª fruta  uma melancia e cola na árvore. Ela irá representar a o domínio próprio

4- apresenta o versículo base e incentiva a memorização dele;

5- História: teatro de fantoches

Carlinhos conversa com Pedrinho.

Pedrinho conta que desde que ele começou a estudar o fruto do Espírito Santo e começou a pedir para que ele morasse no seu corpo muita coisa mudou na sua vida ele está mais paciente, amoroso com as pessoas, sente paz, fica alegre em saber que Jesus o ajuda em todas as situações da vida é fiel a Deus  e as pessoas etc, conta que está muito satisfeito com a vida. Carlinhos fica chateado, porque  estudou algumas lições sobre o fruto, mas não sente as mesmas coisas. Na verdade ele está muito triste, pois andou fazendo algumas coisas e agora a sua consciência está pesada.

Pedrinho pergunta o que ele fez e então ele começa a confessar uma série de pecados:

- não resistiu a tentação e colou na prova;

- pegou escondido os biscoitos que a mãe havia proibido;

- reagiu as provocações de um menino e o xingou;

- ficou estressado com a discussão e chegando à casa respondeu para o pai.

Pedrinho o exorta e diz da importância de  exercitar o auto controle, isso é uma parte do fruto do Espírito e os cristãos fiéis a Deus precisam tê-lo. Conta tudo que Jesus passou na noite em que foi preso e mesmo tendo todo o poder do mundo não levantou um dedo e nem soltou uma palavra mal pensada. Outro exemplo foi o José do Egito, que um dia foi agarrado por uma mulher muito, muito bonita, mas resistiu a tentação e fugiu de perto dela.

À medida que ele conversam, Carlinhos vai se convencendo que deve se segurar e controlar seus ímpetos. Pedrinho o lembra que é preciso pedir perdão e mudar suas atitudes. Carlinhos faz isso.

6-Aplicação prática: os professores deixam alguns bombons "dando sopa" na sala e saem, deixar combinado anteriormente com uma das crianças para incentivá-los a pegar alguns. Que ninguém vai ficar sabendo. Depois de um tempo voltam os professores para conversarmos sobre a grande tentação que acabaram de enfrentar e como eles puderam resistir ou não a ela.

7- Troca dos galardões de todas as aulas em bombons.

8-Relembra-se o versículo base e verifica se alguém já o decorou;

9- Entrega da 7ª figurinha da série.

10- Despedida com oração e louvor.

Observação professores: ênfase total nos textos bíblicos                          

* reunião ministerial após  aula: Adriana




 

Aula 10: Aula com os pais
 

Cenário:  2 caminhos indicados por uma árvore com as frutas que representam o fruto do Espírito e outra árvore, seca e com.

Músicas: Eu li na Bíblia- Aline Barros e Cia 2.

Início: 9 h

Sequência  Didática:

1- Oração e Café da manhã com  os pais. Uma mesa grande e bem variada de alimentos matinais.

2-Louvor;

3 - Lição Mateus 7:

16b. Os espinheiros não dão uvas, e os pés de urtiga não dão figos. 17Assim, toda árvore boa dá frutas boas, e a árvore que não presta dá frutas ruins. 18 A árvore boa não pode dar frutas ruins, e a árvore que não presta não pode dar frutas boas. 19 Toda árvore que não dá frutas boas é cortada e jogada no fogo

21— Não é toda pessoa que me chama de “Senhor, Senhor” que entrará no Reino do Céu, mas somente quem faz a vontade do meu Pai, que está no céu.

24— Quem ouve esses meus ensinamentos e vive de acordo com eles é como um homem sábio que construiu a sua casa na rocha. 25 Caiu a chuva, vieram as enchentes, e o vento soprou com força contra aquela casa. Porém ela não caiu porque havia sido construída na rocha.

26— Quem ouve esses meus ensinamentos e não vive de acordo com eles é como um homem sem juízo que construiu a sua casa na areia. 27 Caiu a chuva, vieram as enchentes, e o vento soprou com força contra aquela casa. Ela caiu e ficou totalmente destruída.

 

Rm 8. 1 Portanto, agora já não há condenação para os que estão em CRISTO JESUS, porque por meio de CRISTO JESUS a lei do ESPÍRITO de vida me libertou da lei do pecado e da morte.

 

4-  Louvor : Vaso novo, oração.

* reunião ministerial após  aula: Fabiana


Obras da Carne   
 Aula 1: Prostituição


Cenário:  2 caminhos indicados por uma árvore cheia de frutas que representam o fruto do espírito e uma lápide que representa as obras da carne e onde serão coladas as manchas com o nome de cada pecado ligado à carne .

Músicas: Criança de Jesus, Abra um sorriso- Aline Barros e Cia 2. O fruto do Espírito

Início: 9 e 30

Sequência  Didática:

1-Louvor;

2- Oração e Café da manhã;

3- chamada, recebimento dos visitantes e lembrança dos que faltaram para as crianças os procurarem  durante a semana.

4- Introdução: fala-se das diferenças entre o fruto do Espírito e  obras da carne e suas consequências. Diz que é preciso estudarmos essas obras para fugirmos e lutarmos contra elas, pois como somos formados também pela carne sempre nos sentiremos tentados a fazer essas coisas que sujam a nossa vida. Apresenta o versículo base e incentiva a memorização dele;

5- História: Sansão

Contar a história a partir de  Juízes 13 encaixando nela as informações abaixo(cartazes com versículos para as crianças visualizarem sem dificuldade):

Prostituir-se = entregar-se à vida de devassidão; tornar-se devasso, corromper, desmoralizar, desonrar, degradar. Ex:Um juiz que se deixa corromper, prostitui a justiça. Fig.: Desonrar-se praticando ações vergonhosas ou indecorosas, sacrificar a sua honra, a sua dignidade; perder o brio, rebaixar-se. Prestar culto a outro além de Deus.

I Co 6:18-20 - " Fugi da prostituição. Qualquer outro pecado que o homem comete, é fora do corpo; mas, o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuis da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo."

O pecado começa no pensamento. Lutar contra o pensamento, ordenando em nome de Jesus Cristo, que saia da sua mente, crendo de coração que Jesus o fará.

Como conseguir? Gl 5: 16,17 - "Digo, porém : andai pelo Espírito, e não haveis de cumprir a cobiça da carne. Porque a carne luta contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes se opõe um ao outro, para que não façais o que quereis. "


 I Co 6:20 - "Porque fui comprado por preço; glorifico pois a Deus no meu corpo ".

Rm 6:11-14 - "Assim também eu, considero-me como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus. Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências; nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado como instrumentos de iniqüidade; mas apresentai-vos a Deus, como redivivos dentre os mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça. Pois o pecado não terá domínio sobre vós, porquanto não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça."

Fl 4:8 - "Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. "

6-Aplicação prática:

Levar uma foto de revista de dois adolescentes e contar o testemunho(fictício)  de quando eles   caíram nas tentações:

- Cobiçar com os olhos - Mt 6:22,23 ;

- Fantasias da mente ( dar vazão à pensamentos eróticos);

- Material pornográfico ( revistas, filmes, vídeos, TV, etc.) ;

- Uso de roupas sensuais;

- relações fora do casamento (antes do casamento: e dentro do casamento, com alguém que não seja o cônjuge: adultério)

Usar essa estratégia para deixar bem nítida as consequências desses pecados e necessidade de arrependimento e reconciliação com Deus.

 7-Relembra-se o versículo base e verifica se alguém já o decorou;

8- Entrega da  figurinha da série.

10- Despedida com oração e louvor.

Observação professores: ênfase total nos textos bíblicos                          

* reunião ministerial após  aula: Ana

Referências




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião, mande-me uma mensagem